• Ìyá Ṣọlà

Èsù Apede - Aquele que tem o poder de trazer clientes


No texto passado, o Meu Coração Africano, hoje composto pela Iyalorisa Ifasola Egbekemi e pelo Oluwo e Oloogun Sérgio Borges, trouxe para o conhecimento de seus leitores alguns dos mistérios do Universo de Èsù, com uma breve explicação sobre Èsù Awure, aquele que ajuda o ser humano a cumprir o seu destino (se você não leu, basta clicar AQUI). Hoje continuaremos a explorar as facetas de Èsù, esse Orisa que é a haste, a coluna e o eixo para aqueles que são devotos e apaixonados como nós, por todos os mistérios que envolvem esse tão grandioso Òrìsà.


Continuaremos sempre trazendo textos inéditos e assuntos ainda não explorados, para aprimorar o seu conhecimento dentro do Esin Orisa Ibile, para ampliar o seu saber e diminuir a cada dia a possibilidade que as pessoas sejam enganadas por aventureiros.


Se você for, ou já foi, à Terra Mãe dos Òrìsà e lhe for permitido ver os igbas e assentamentos da casa de um Sacerdote(isa), você poderá ser surpreendido pela quantidade e variedade de assentamentos ali presentes. As vezes expostos na sala, as vezes atrás de uma cortina, muitas vezes improvisada. Claro que isso varia, mas é sempre fascinante aos olhos e a mente verem e saborearem como a diversidade é presente em nosso culto. AAh! Fora os que sempre ficam escondidos dos olhos dos visitantes e curiosos, e que eles negam ter e até fingem não conhecer. Como diz uma filha amada que tenho: "O Segredo do Segredo é o Segredo".


- Volta pro texto Ifasola, vamos direto ao ponto!!! - Diria Sérgio Borges para mim.

- Táaa bom!


Variando de acordo com a família, cidade ou linhagem, normalmente um Babalawo, Babalorisa ou Iyalorisa experientes e qualificados devem/podem ter consigo, por volta de 7 Èsù(s) específicos. Cada um desses Èsù possuem uma função lógica e particular dentro da casa. Èsù(s) esses que protegem e nutrem o sacerdote, assim como o seu sacerdócio, sua família, seus clientes e o auxiliam na realização de suas demandas variadas e diárias, assim como de sua família e clientes.


Você já ouviu falar que Sacerdote(isa) sempre tem a vida pessoal difícil e complicada? Seja com dinheiro ou saúde? Pois é, 99% das vezes é justamente por falta de proteção pessoal ou de conhecimento relacionados à Èsù.


Ainda que possa haver variações locais, principalmente na nomenclatura, esses Èsù(s) costumam ser :


Èsù Odara: Ele recebe todos os sacrifícios com a finalidade de transformação.


Èsù Awure: Que dissertamos no texto anterior.


Èsù Alaaje: Responsável pelo progresso e a prosperidade, trazendo oportunidades.


Èsù Onigui: Aquele que garante e promove a saúde e longevidade ao sacerdote.


Èsù Aseta: Em nossa linhagem é costume que tenhamos 3 Èsù(s) Asetas, dos quais, um tem a finalidade de vitória sobre os inimigos e adversidades, o outro com a finalidade de que todo o mal que for enviado em nossa direção seja devolvido aos nossos inimigos e o terceiro é aquele que não permite que maldições e encantamentos negativos surtam nenhum um tipo de efeito sobre nós.


Èsù Ija: É aquele Èsù que jamais perdeu uma batalha, o feiticeiro infalível, utilizado nos momentos em que existe uma guerra ou uma situação onde há a necessidade de uma atuação mais drástica.


Èsù Apede: Aquele que tem o poder de trazer clientes e que será o foco de nosso trabalho de hoje.


No culto de Ifá, os grandes anciãos, cheios de saber e sabedoria diziam que um Babalawo que possui seus ikin não deve ficar desesperado gritando no meio da rua, buscando por trabalho e clientes.

Preparado com elementos específicos e dotado de muita força e àse, Èsù Apede é o Èsù responsável para que a casa do Sacerdote(isa) esteja sempre cheia, para que o mesmo não passe dificuldades, e que sempre tenha bons trabalhos e clientes.

Esse Èsù, muitas vezes também poder ser preparado para clientes autônomos ou empresários, seja em sua casa ou no próprio local de trabalho, em lugares discretos em suas empresas, criando condições para que nesses lugares sempre haja movimento. Porém o grande diferencial de Èsù Apede é a habilidade de fazer com que esse movimento se torne algo concreto e estável. Ele nutre a empresa ou o empresário com o seu àse da atratividade e da sedução, inerentes ao àse de Èsù, de tal maneira que se torne impossível a um cliente, entrar nesse local e não gastar o seu dinheiro.


Esu Apede trabalha de maneira certeira e astuta, impedindo que Egba, o ajogun responsável pela paralisia, improdutividade e inércia, consiga atuar e impeça o desenvolvimento financeiro e comercial.


Obviamente não basta ter um assentamento em sua casa, seja ele qual for, parado, alimentando-se uma vez ao ano, sem culto, sem as ritualísticas corretas, sem as preces, invocações e alimentos para que aquele "portal de àse", vamos chamar assim a grosso modo, possa permanecer ativo. Pois sim, muitos não acreditam, mas a falta de uso de um igba pode sim fazer com que todo o àse ali fundamentado mingue e por fim acabe.



O que queremos expor e ensinar é que não basta dizer que é, precisa ser de verdade e um sacerdote versado dentro de todas as possibilidades do Ẹ̀sìn Òrìṣà Ìbílẹ̀ - Religiosidade Tradicional Yorùbá, sendo ele um Oluwo, um Oloogun, uma Iyanifa ou Olorisa, possui uma infinidade de recursos para atuar transformando o sofrimento e as dificuldades, atraindo assim novos recursos e expectativas na vida daqueles que os procuram.


Se o Universo é vasto, o conhecimento dentro da nossa espiritualidade yorùbá é ainda maior.


Èsù, o louvável, que está sempre pronto para a paz ou para a guerra, foi você quem firmou o nosso pacto de fidelidade com a Terra, nos dando recursos e ferramentas para que as nossas vidas sejam sempre honradas.



Iyalorisa Ifasola Ẹgbẹ́kẹ́mi e Oluwo Sérgio Borges



Contatos e Canais:


Facebook Oluwo Sérgio Borges:

https://www.facebook.com/baba.oloogun.oogunlade Whatsapp: +57 315 6890257


Facebook Iyalorisa Ifasola: https://www.facebook.com/ifasola.sowunmi.9 Instagram Ifasola: https://instagram.com/ifasola_egbekemi?r=nametag

Whatsapp p/ agenda de consultas (61) 98117 4614

**** Este texto está protegido pelas leis autorais. É proibido divulgar em qualquer meio ou mídia sem a devida citação da fonte e dos autores, com penas estabelecidas pela LEI Nº 9.610, DE 19 DE FEVEREIRO DE 1998.


BANNER LATERAL.jpg