• Ìyá Ṣọlà

Pessoas que possuem maridos e esposas espirituais



O Universo da crença Yorùbá é mesmo fascinante e completo, lembro que no segundo semestre do ano passado li: ” Noiva grávida morre de AVC na porta da Igreja, minutos antes de se casar”, no momento em que li pensei: Mais uma pessoa que se fosse da religião dos Orisa poderia ter evitado esse fim trágico.


Com certeza você já ouviu falar sobre alguma história de noivas/noivos que morreram no dia de seus casamentos, ou poucos dias antes. De mulheres ou homens que sem nenhum motivo aparente jamais conseguiram se casar, ou até mesmo mulheres/homens sem nenhuma vontade de relacionar-se.


Todas as vezes que vejo alguma notícia sobre alguma morte assim, eu agradeço ser de uma religião que contempla tantos e tantos pormenores da vida. Temos muitas respostas.


Na Religião Tradicional Yorùbá esse fenômeno tem nome, endereço e às vezes solução, pois se trata de uma questão delicada e que precisa de fato de um especialista para tratar. Se alguém com uma questão delicada como esta vai até um sacerdote(isa) aventureiro que conhece pouco, corre o risco de morrer. Perdoe-me a franqueza, mas preciso logo de início fazer este alerta sem rodeios. Alguns sacerdotes que conheço não gostam de trabalhar com esse problema justamente pelos riscos e também pela eficiência do ritual que pode não ser satisfatória.


Neste texto você irá aprender um pouco mais sobre esse universo tão rico e vasto que é Egbe Orun.


Pra entender a fé temos que compreender os valores das nossas almas. A filosofia e a espiritualidade yorùbá falam sobre o valor da palavra, pois a palavra reflete o caráter de uma pessoa. Um acordo, um pacto ou promessa não pode ser quebrado facilmente, deve ser honrado. Um omo orisa precisa estar sempre ciente que antes de dar a sua palavra, ele será cobrado por ela. Gosto de me lembrar disso sempre, me faz cometer menos erros. Experimente!


Há algumas maneiras de estarmos ligados conectados ao nosso Egbe Orun, e a grande maioria desses laços são feitos através de PACTOS. Pactos são promessas, acordos que caso sejam quebrados geram consequências, que foram previamente decididas.

Egbe Orun, assim como o Egungun, também é um culto à ancestralidade, no entanto Egbe Orun fala sobre a nossa ancestralidade espiritual, o lar, a família para qual sempre voltamos no fim de nossas vidas, os nossos companheiros em Orun.


Antes de retornarmos à terra para uma nova vida, com novos desafios e metas, nos despedimos de quem amamos. Costumo dizer que o lugar onde existe mais amor, sentimentos e apego no vasto universo do credo yorùbá sem dúvida, são nos cultos ancestrais. Aprendi inclusive que Egbé Orun nos protege até mesmo de relações familiares tóxicas, com a família desta vida.


Egbe Orun não te conhece de hoje, ou desta vida, o seu Egbe te conhece de todas as suas existências, ele acompanhou as tuas vitórias, as tuas derrotas e a tua “evolução “ como ser. Portanto a profundidade dessa relação é muito maior do que com pessoas que não pertençam ao seu Egbe.


A vida no Orun reflete em muitos fatores a vida na terra, como se ambas fossem um reflexo. Alguns laços são tão profundos que ultrapassam os véus que separam orun de aye. Os membros de um Egbe Orun podem estar juntos há centenas de vidas, e sentirem ciúme, amor, raiva, saudades e dependendo da intensidade desse laço, eles fazem PACTOS.


Quando uma pessoa forma um par em Egbe Orun e ela é uma mulher, dizemos que ela tem oko orun (Lê-se ókó - de marido) Quando trata-se de um homem ele tem aya orun ( Lê-se áyá - de esposa). Se antes de uma pessoa vir para esta vida ela fizer um pacto com o seu par, seja oko ou aya orun (não confundir com enikeji que é o seu duplo) que não se casar com outra pessoa nesta vida, ela pode ter problemas, como esse que iniciei este texto.

Vou trazer um ese Ifá narrado por S. Popoola do odú Okanran Oturupon/ Okanran Ijeeedogbon.


Orita meta abidi yakata

A difa fun ‘lajinbiti, aremo ore l’otun

Oko aye da ojo meje

Oko orun da ojo mefa

Ebo ni won ni ko waa se

Ifa a kinni e da

Ti e n ko yetuyetu

Olokanran ijeeedogbon

Tradução aproximada A encruzilhada de três caminhos com ampla base

Mensagem de Ifá para Lajinbiti, a primeira de Ore, na cidade de Otun

Seu marido na terra fixou sete dias para sua cerimônia de casamento

E seu marido no céu fixou seis dias para seu casamento no céu

Ela foi aconselhada a oferecer ebó

Ela não cumpriu

O que Ifá lançou

Isso estava fazendo você correr da confusão sem controle

Foi o que disse Okanran Ijeeedogbon

Em complemento a este verso, Ifá diz que todas as suas filhas onde forem revelados este odù não devem se envolver em elaboradas cerimônias de casamento... Isso é para evitar uma situação em que o marido celestial os arrebata antes do dia do casamento.

Há um ano atendi uma pessoa que durante a consulta ficou claro que ela tinha oko orun. Meses antes de fazer a consulta comigo ela tinha ido em uma especialista em fazer a leitura do campo energético dela onde a especialista identificou durante “a foto” energética, a presença de um segundo corpo ao lado dela, representado na imagem abaixo pelo ponto azul indicado com a seta, que supostamente drenava toda a área da pelve, ligada a sexualidade.



Por mais estranho que isso possa parecer para muitas pessoas, isso existe sim. No entanto nem toda “solterisse” é fruto de oko ou aya orun. Por Osun! Não saia se auto-diagnosticando com esposa/marido espiritual, nem alguém conhecido. Este assunto é muito delicado e como mencionei no início deste texto, é preciso ser visto por alguém que de fato conheça, e nem sempre se consegue solucionar, porque o marido/esposa pode simplesmente não aceitar “negociar” o pacto.

Existem algumas características que trazem a possibilidade de existir um pacto com oko/aya orun:

- Relacionamentos curtos

- Tentativas frustrantes de casamento

- Frequência de sonhos com sexo com um homem/ mulher desconhecido, variando inclusive a fisionomia.

- Para mulheres, inclusive, algumas sentem a sensação do esperma dentro de si ou até mesmo como se estivesse suja.

- Mulheres/homens que nunca se apaixonaram e estão bem assim, pois não sentem falta de estar com alguém.

- Já ouvi relato de pessoas que esporadicamente têm a sensação a noite que alguém esta deitado ao lado delas.


Há sacerdotes e sacerdotisas que dizem que só é possível ter certeza da existência de pacto com o par de Egbe Orun através de rituais. Em minha experiência, há a possibilidade de revelação sim em consultas, mas nem sempre.


O oko/aya orun também pode impedir que seu parceiro tenha filhos, justamente para que aquela pessoa não tenha um vínculo afetivo aqui na terra com outra pessoa. No entanto é comum que apoiem a(o) parceiro(a) a ter uma vida próspera nos outros âmbitos da vida, profissão, saúde, ascensão e dinheiro.


Voltando ao início do texto, é importante lembrar que para que um acordo seja feito, mesmo na espiritualidade, ele precisa ser feito por ambas as partes, ou seja, ambos concordaram. Alguém pode alegar que não é justo porque a pessoa não lembra e etc, mas também é importante lembrar que ela sabia que não se lembraria.


Lembre-se que para um devoto de Orisa, aqui, a terra, esta vida, não é o nosso verdadeiro lar, e sim em Orun, junto da nossa família.


Egbe Orun não é uma comunidade apenas de crianças. Todos nós humanos somos visto como crianças diante da espiritualidade. Muitos acreditam que Egbe Orun é novo no Brasil, mas quanto mais estudo e me aprofundo, acredito que o que chamamos de Erê no Brasil, foi o culto de Egbe Orun que se perdeu, mas isso fica para um próximo texto.


Feliz é aquele que tem o seu Egbe Orun harmonizado ao seu lado, pois ele não cumprirá a sua missão nesta vida sozinho e sim com apoio dos seus. Egbe ooooo Muso Muso Ere oooooooo Akika, Asege

Se você acredita que este texto pode fazer a diferença na vida das pessoas do seu meio: compartilhe! Se você acredita que ele pode fazer a diferença para alguém em específico: encaminhe para essa pessoa! Um coração agradecido é sempre maior. Ọ̀nà’ re o - (Um bom caminho para você) Ìyá Ṣọlà Ẹgbẹ́kẹ́mi Facebook:https://www.facebook.com/ifasola.sowunmi.9/ Instagram: https://instagram.com/ifasola_egbekemi?r=nametag E-mail: contato.ifasola@gmail.com Whatsapp p/ agenda (61) 98117 4614 Imagem desta publicação: Naturally Black Love II' Canvas Print by DaCre8iveOne https://br.pinterest.com/pin/522980575469227821/